quarta-feira, 21 de junho de 2017

Tendências Do Inverno Fáceis De Reproduzir


Hoje, 21/06, começa o inverno (só esqueceram de avisar isso para o clima da minha cidade, porque aqui as temperaturas ficam abaixo de 2 graus há mais de uma semana). Época de bebidas quentinhas, leituras acompanhadas de comidas gostosinhas e de tirar as roupas da estação do armário. Moda para mim era sinônimo de roupas caríssimas e tendências irrealistas, até que me peguei acompanhando a temporada de moda desse ano e descobri duas coisas: tudo é adaptável ao seu gosto e bolso e até que essas tendências não são tão fora da realidade assim. Na verdade, acredito que somos programados para ter um grande preconceito com a moda, como se fosse errado se preocupar com seu estilo. Bobagem! A roupa faz parte de nossa apresentação, seja em momentos profissionais ou pessoais, e diz muito sobre nós. Isso não quer dizer que você precisa se vestir de acordo com o que vemos nas revistas ou em posts do Instagram, e sim que você pode se sentir confortável e bem apresentável sem gastar tanto assim. 

Neste post vou te mostrar as tendências que eu mais gostei dessa temporada, as cores que vão bombar no inverno e dicas de como adapta-las ao seu estilo. Vamos lá!

Veludo Molhado


Com certeza essa é a tendência que chegou mais cedo e com mais opções. Por exemplo, existem calçados, camisetas e camisas, jaquetas, vestidos e muitas outras peças que incorporaram essa textura. E pensar que eu tinha dois casacos de veludo molhado guardados que morria de vergonha de usar! haha. Você encontra essas peças em todas as lojas de roupas, por diferentes preços e nas mais variadas cores. Se você for mais discreta, pode usar no calçado ou em uma camiseta por baixo de uma jaqueta. É super fácil de usar!

Verde Militar


Essa também vem invadindo as vitrines gradativamente, e confesso que tenho um pouco de dificuldade em encontrar peças que combinam comigo. O truque é combinar com peças sem estampas ou texturas e com cores mais simples, como o branco, por exemplo. Essas peças costumam estar em macacões, jaquetas e calças. 

Tricot


Uso em todos os invernos, e agora finalmente estarei na moda! haha. Nosso clima é perfeito para usar as peças de tricot. Por ser uma peça um pouco mais pesada, tente usar ela sem sobreposições. Uso com várias blusas por baixo, assim fico quentinha sem parecer que tenho vários quilos a mais do que o normal. Prefiro as peças com uma cor, mas vimos bastante nos desfiles tricot com várias cores e listras. Vai do seu gosto!

Puffer Jacket


Aposto que você nunca imaginou que isso fosse virar moda! Sabe aquela jaqueta motoqueiro? É essa mesmo. Para ficar mais leve, as novas tiragens diminuíram um pouco o tamanho, mas mesmo assim é uma jaqueta grandinha. Eu amo quando elas são combinadas com tops, acho que dá um contraste com o tamanho da jaqueta, sabe? Aqui na minha região isso é quase impossível, pois o inverno é caracteristicamente congelante. Mas se você morar em uma região mais quente, abuse dessa combinação sem medo.

Mangas Extra Longas


Adoro peças que são maiores do que eu, é sério! Inclusive busco por peças assim principalmente para a parte de cima. A tendência aqui é usar blusas com grandes mangas. Aí você pode escolher as peças das cores que você gosta. Sem regras!

Moletom Com Frases


Sempre achei que moletons não ficavam bem em mim, até achar o tipo de moletom que é reto, sem bolsos ou capuz. Agora é só amor! <3 A moda são esses mesmo, com poucas cores e alguma frase ou palavra. É isso, aposto que você já tem guardado aí! Caso não tenha nem possa investir em algo novo, compre um em um brechó, liso e com uma cor só. Use tinta para tecido para criar uma frase, vai sair bem baratinho!

Bota Branca


A tendência de usar calçados claros continua, mas agora ao invés de estampas brilhantes, teremos calçados femininos brancos, principalmente botas. Interessante, né? Acho que nesse caso o menos é mais, então procure usar com roupas mais claras ou peças pretas, sem estampas. Deixe o foco nos seus pés. Alô, anos 80!

Tons Pastéis


No inverno usamos mais cores escuras, como o preto e o marrom, certo? Contrariando esse costume, vamos ter para essa temporada a presença de tons pasteis, ou candy color, nas lojas. Principalmente o rosa e o azul. Essa é a tendência que nunca tive no armário. Quem sabe agora eu compre?

Meia Arrastão


As gringas já usam faz tempo, e agora a moda tá pegando aqui também. Usar por baixo do destroyed jeans, ou quando usamos um top e ela fica aparecendo na barriga, sabe? Acho lindo também quando ela vai até os pés e aparecem quando o jeans fica dobrado. Diferente, mas lindo!

Brinco Statement


Acho lindo e sempre uso, mas no verão. Quanto maiores, melhor! Acho que quando for usar, use sem manta ou chachecol, se não pode ficar muita informação! 

Pochete


Lembro de crescer ouvindo o quanto elas são feias. Tá, aquelas de antigamente até são, mas as novas estão muito legais. Olha só quanta opção! 

Cores Da Estação

O ano passado o marsala foi a cor do inverno, mas para o ano de 2017 veremos mais do que apenas uma cor se sobressaindo. São elas: vermelho, azul, verde, rosa e amarelo. Outra tendência muito forte é a combinação de rosa e vermelho. Cores alegres, totalmente diferentes das estações passadas. Qual a sua preferida?

Espero que você tenha gostado dessas tendências, e que use muito nesse inverno! Aliás, me conta qual você vai usar?


Contato:
anacampagnnolo@gmail.com
@campagnoloana no Instagram
@anacampagnnolo no Twitter


terça-feira, 20 de junho de 2017

O Que Você Vai Ser Quando Crescer?


Quando ainda pequenos, queríamos ser tantas coisas: veterinários, médicos, biólogos, artistas... E nos diziam que tudo era possível, que poderíamos crescer e ser quem desejássemos. Mas aí crescemos e o discurso mudou.

O que você vai ser quando crescer? Se torna, de repente, uma pergunta séria. E todas as opções anteriores para essa resposta se tornam muito distantes daquilo que realmente queremos. Isso, é claro, quando sabemos o que queremos. 

É tão injusto! Somos tão jovens para decidir o que queremos fazer pelo resto da vida.

Quem achou que com dezessete ou dezoito anos seríamos bem resolvidos o suficiente para tanto, se enganou e feio.

A verdade é que não há resposta certa. Podemos querer fazer medicina em um ano, e no outro fazer uma road trip pela Europa. Porque essa é a felicidade: seguir o coração. Por mais que todos tenham diferentes opiniões, ele sempre sabe o que fazer. O problema é que somos criados achando que desobedece-lo é o certo a se fazer.

Pergunte a alguém mais velho quais foram os melhores momentos da vida dele, e provavelmente ele lhe contará sobre quando seguiu sua vontade, suas paixões. É, quem adivinharia que seríamos tão apreensivos sobre o futuro?

Se alguém te mandar ser algo que você não quer, o mande fazer isso ao invés de você. Não podemos viver a vida dos outro. A verdade é que ninguém sabe a fórmula do sucesso, mas a do fracasso é fingir ser alguém que não somos.

Descubra o que te faz infeliz. Se é o trabalho que paga bem mas que faz você contar as horas para o turno acabar (mesmo que você seja o melhor funcionário, a empresa não vai mudar por você), se são as aulas da faculdade que você não suporta mais (ninguém é obrigado a se formar em algo que não o faz feliz), ou o relacionamento que você está (o amor, os momentos e as lembranças não vão acabar se vocês seguirem caminhos diferentes), e então mude. Não há nada de errado na mudança. Pelo contrário, os efeitos são tão benéficos que costumam aparecer logo nos primeiros dias.


E se alguém te perguntar “o que você vai ser quando crescer?” responda “vou ser feliz”.

Contato:
anacampagnnolo@gmail.com
@campagnoloana no Instagram
@anacampagnnolo no Twitter

sexta-feira, 16 de junho de 2017

Receitas Fáceis De Festa Junina




Sempre que os meses de junho e julho chegam, chegam também as delicias tipicas, né? Pensando nisso, juntei algumas receitas fáceis para fazermos em casa mesmo. Confira:

Paçoca


Ingredientes:
500g de amendoim torrado (você pode comprar pronto ou assar em casa)
1 lata de leite condensado

Você vai precisar de:
Forminhas (caso você não tiver, pode ser um cano de PVC cortado em vários pedaços)

Modo de preparo:
Triture o amendoim e acrescente o leite condensado, vá misturando até que o amendoim tenha soltado bastante óleo e fica na consistência de paçoca, sabe? Depois é só colocar nas forminhas e está pronto!


Bolo de fubá


Ingredientes:
2 xícaras de fubá
3 colheres de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
3 ovos
1 copo de leite
2 colheres de fermento químico em pó

Modo de preparo:
Misture todos os ingredientes e bata até ficar homogêneo (3 minutos no liquidificador ou 6 minutos à mão)
                         



Quentão


Ingredientes:
1 litro de vinho da sua preferencia, ou suco de uva
1 laranja
1 maça
Água

Modo de preparo:
Corte as frutas na metade, coloque em uma panela e deixe ferver. Vá provando e acrescentando a água até que fique tão forte quanto o desejado.


Maça do amor


Ingredientes:
6 maças
2 xícaras de açúcar
½ xícara de glicose de milho
4 gotas de corante vermelho

Você vai precisar de:
6 palitos de sorvete

Modo de preparo:
Espete os palitos nas maças. Junte os ingredientes em uma panela e ferva até ficar bem grossinho. Depois é só mergulhar as maças no caldo e esperar esfriar.


Canjica


Ingredientes:
500g de canjica
1 litro de leite
3 xícaras de açúcar
Canela à gosto

Modo de preparo:
Ferva os ingredientes  até que a canjica cozinhe e o caldo fique grosso. Sirva gelado ou quente.


Pé de moleque



Ingredientes:
1 xícara de amendoim descascado
1 xícara de açúcar
1 lata de leite condensado

Modo de preparo:
Ferva o amendoim e o açúcar em fogo baixo, sem cristalizar, adicione o leite e mexa por volta de 15 minutos. Espere esfriar e corte no formato desejado.



Agora não tem mais desculpa pra não dar aquele arraiá em casa em? Me conte se você fizer alguma dessas receitas!

Contato:
anacampagnnolo@gmail.com
@campagnoloana no Instagram
@anacampagnnolo no Twitter

quarta-feira, 14 de junho de 2017

8 Filmes Para Assistir No Feriado


Feriados são sempre bem-vindos, e quando eles chegam pertinho do fim de semana então, é só felicidade! E para ajudar quem não pretende viajar ou fazer algo interessante, separei uma lista com 8 filmes super legais para você assistir. Olha só:

Antes Que Eu Vá
Baseado na obra de Lauren Oliver, o filme conta a história de Samantha Kingston, uma típica adolescente norte americana. Popular, rebelde e com um namorado também popular. Acontece que Samantha e suas amigas não são tão legais assim, especialmente com uma menina da escola. Então, no dia 12 de fevereiro tudo muda e ela se vê presa vivendo o mesmo dia, de novo e de novo. Desesperada, começa a procurar por um propósito nessa bagunça, e acaba transformando as coisas ruins da sua vida em coisas boas. Sabe aquele filme que quando começa você não dá nada mas depois que acaba você fica dias refletindo sobre? Honestamente, só assiti porque a Samantha é interpretada por uma das minhas atrizes preferidas, a Zoey Deutch, mas acabei amando! O filme estreou em maio deste ano. Confira o trailer:



Duelo De Titãs
O filmes se passa nos EUA na época em que o racismo era muito, muito comum (se você já terminou o Ensino Médio, deve se lembrar das aulas sobre os anos 1970). Na cidade de Alexandria, no estado de Virginia, um novo técnico de futebol americano chega para treinar o time, que recentemente recebeu jogadores negros de outra escola. O filme não é daqueles que te faz chorar, mas toda a luta do treinador para ser respeitado e tornar a equipe coesa é uma linda trajetória. O filme não é tão novo, então a qualidade de filmagem e cenas não é tão alta quanto a do filme anterior, mas vale super a pena assistir. Veja um trecho:


Foi Apenas Um Sonho
O filme repete o casal de Titanic, Leonardo DiCaprio e Kate Winslet, desta vez em um contexto totalmente diferente. Um jovem casal se vê preso na vida tradicional de uma família comum, quando a esposa encontra uma solução para isso. Porém, o personagem de Leo acaba mudando os planos por conta de uma promoção no trabalho, que, aliás, odeia. Com um desfecho inesperado, a trama trata sobre temas pertinentes como aborto e relacionamento abusivo. O filme se passa na década de 50, então é interessante observar as roupas, decoração e costumes da época. Finais que não são felizes sempre me deixam brava, mas eu realmente gostei desse filme. E a atuação do casal principal é de tirar o folego! Confira o trailer:


Um Dia
Uma atriz que eu admiro muito e sempre que posso assisto aos seus filmes é a Anne Hathaway. Algumas amigas minhas já tinham lido esse livro, e foi em um momento de ócio pelo Netflix que encontrei esse tesouro. O filme fala sobre a história de dois melhores amigos, Emma (Anne) e Dexter (Jim Sturgess) que se encontram todos os anos no mesmo dia para contar as novidades. Acompanhamos essa rotina desde a faculdade até quando os dois já estão adultos, então vemos todas as fases que eles passam, como a decepção da vida profissional e emocional dos dois (a vida deles é uma bagunça!). Acontece que durante todo esse tempo, Emma nutre uma paixão mal resolvida por Dexter, e eles só ficam juntos realmente depois de muito tempo. Mais uma vez, um final inesperado e de tirar o folego. Com certeza também deixa o telespectador refletindo sobre a vida, ao mesmo tempo que o mantem entretido. Assista o trailer:


Amor E Outras Drogas
A personagem principal também é vivida pela minha diva mor, Anne Hathaway, e com certeza esse é um dos piores titulos da histórias dos títulos (e o pior é que o título é o mesmo em inglês) e uma das melhores histórias que ela já interpretou. Maggie e Jamie não esperavam que seus caminhos se encontrassem, muito menos que fossem se apaixonar. O que ninguém em casa espera mesmo é que Maggie tenha uma doença sem cura, e muito rara em pessoas jovens: Mal de Parkison (daí as drogas do nome, os remédios dela). Enquanto os dois tentam fazer com com que o relacionamento funcione, vemos mais sobre a doença e o caso de Maggie. Me promete que vai assistir esse? Vale muito a pena! Assista ao trailer:


Minha Mãe É Uma Peça 2
Se você ainda não conhece o fenômeno que é a Dona Hermínia, tá perdendo tempo! A história gira em torno dessa mãe que tem um pouquinho de todas as mães do Brasil. É aquele tipo de filme que faz a nossa vida parecer não tão estranha assim, já que essa família é daquelas! O filme é hilário, tem ótimos atores e é nacional. Sim, filme nacional também pode ser bom e Paulo Gustavo nos mostra isso nos dois filmes sobre essa história. Assista o trailer:


Hotel Transylvania
Confesso que animação é um dos meus tipos favoritos de filme! Essa roubou meu coração há algum tempo, porque é além  de ser engraçado, é super bonitinho! Conde Drácula protege sua filha Mavis dos humanos em seu grande hotel, um lugar onde os seres sobrenaturais podem se hospedar. Até que ela completa 118 anos e resolve conhecer o mundo. Enquanto Drácula e seus amigos tentam resolver isso, um humano invade o hotel e se apaixona por Mavis. Filme pra ver com a família toda!


Um Amor Para Recordar
Eu não poderia fazer uma lista de filmes sem citar o meu favorito! Esse foi um dos primeiros livros do Nicholas Sparks a virar filme, e é de 2002. A doce Jamie (Mandy Moore) é a filha do reverendo da cidade, é boa e generosa. London (Shane West) é um rebelde sem causa, que vive fazendo barulho por onde passa. E é por causa de uma das travessuras do jovem que ele e Jamie se aproximam. Após vários obstáculos como o pai da moça e os amigos abusivos de London, mais um problema surge. E aí é que tudo muda! Jamie transforma a vida de London de uma forma genuína e eterna! Algumas descrições dizem que Um Amor Para Recordar é o Romeu e Julieta dos tempos modernos. Eu discordo, é muito melhor! Todo mundo que assiste acaba se emocionando e a história afeta positivamente a vida de cada um! Confira um trecho:



É isso, meus amores! Já assistiram algum desses filmes? Me conta se vocês assistirem algum nesse feriadão! 

Contato:
anacampagnnolo@gmail.com
@campagnoloana no Instagram
@anacampagnnolo no Twitter


quinta-feira, 8 de junho de 2017

RESENHA: Livro Depois Dos Quinze


Confesso que tenho um pouco de receio e geralmente torço o nariz para livros de blogueiras (que vieram em massa nos últimos anos, aliás), principalmente pelo fato de que elas não são escritoras, quer dizer, várias nem alimentam mais os blogs. Mas existe uma exceção: os livros da Bruna Vieira. Me lembro que ela e a Karol Pinheiro (alô, Karol com K) foram as primeiras influenciadoras digitais que conheci, mais ou menos em 2010. Lembro também de evitar o blog dela por achar o conteúdo muito maduro pra mim, que na época tinha apenas 11 anos.

Logo a puberdade chegou e os textos do Depois Dos Quinze de repente começaram a aparecer muito empáticos e reais, e comecei a visitar o blog praticamente todos os dias.

Esses dias cheguei muito antes da aula na faculdade, e fui matar tempo na biblioteca. Acontece que 95% dos livros são acadêmicos (dãã), e achei por acaso a seção de literatura. Assim que bati o olho no livro Depois Dos Quinze, o primeiro da trilogia Meu Primeiro Blog, comecei a devorar. Fui para as mesas de estudo e fiquei lá até chegar na centésima página.

O livro tem sinopse da Paula Pimenta, que faz uma resenha bem real.

A capa já informa sobre o que é o livro: crônicas e contos. Basicamente, o livro segue uma linha temporal da época em que a Bruna estava se mudando para São Paulo, depois temos alguns textos (alguns são claramente autobiográficos, outros ficamos na dúvida se é realmente só ficção – meu palpite é que ela mistura ideias com vivencias próprias), e por fim, uma história maior e mais elaborada. Ah, e é uma leitura super fácil e agradável de se fazer, também.

Vamos por partes:

Primeiros textos: São bem escritos, e tem mais cara de serem histórias reais. Muito curtos na minha opinião (a grande maioria nem ocupa uma página inteira), e alguns acabam sem ter um fim de verdade, sabe? Isso é uma característica da escrita dela, mas que me causa uma sensação do tipo “não, isso não pode acabar assim!”. Quando o texto fala sobre como foi deixar tudo para trás e seguir os seus sonhos, os textos causam uma impressão muito real para o leitor, o mesmo acontece quando ela nos conta sobre alguns episódios dos primeiros meses após deixar Leopoldina; quando ela fala sobre amizade, é muito, muito bonitinho! Mas quando ela fala de amor, ela fala. Parece que as palavras vem de uma mulher muito madura e com muita experiencia em relacionamentos, e realmente não dá pra acreditar que uma menina de 18 anos escreveu aquilo. Ela tem tanta personalidade!

Segunda parte dos textos: Aqui ela começa a dar espaço a sua imaginação, criando histórias muito diferentes da dela e até mudado o gênero do eu lírico. Como já falei antes, tenho a impressão de que mesmo nas histórias mais fictícias do livro, alguns detalhes são bem parecidos com alguns ensinamentos que a autora transmite na primeira parte da obra.

Conto final: Minha intenção não é dar spoilers, mas preciso dar alguns detalhes aqui. Quando as primeiras páginas começaram, esperei que fosse um conto maior do que os anteriores, e foi. A história toda é bem real e poderia ter acontecido com qualquer adolescente. Algumas partes da história eu já vivi aqui no mundo real, e, cara, é um saco. Enfim, a história acaba com mais uma característica da escrita da Bruna, pois não tem um final feliz. Quer dizer, não exatamente. Sabe aquela história “e foram felizes para sempre”? Se você for ler a este livro, esqueça essa história.

Em relação à escrita, é muito bem desenvolvida, e também muito jovem. O livro é pela editora Gutenberg; nunca tinha lido nada dessa. Geralmente os livros mais “famosos” são pela Intrínseca ou Arqueiro, né?


Vamos as notas?!

Capa: É linda! Retrata a Bruna e a sua cadelinha, e é tão fofa! Nota: 9,5
Diagramação: Ótima! Só encontrei um errinho (uma palavra que deveria estar no plural e está no singular), mas fora isso, deixou meu TOC bem tranquilo hehe Nota: 9,5
Páginas: Sinceramente, achei o couchê muito alto. Sem mentira, deve ser uns 250g. Um ponto positivo é que o texto é centralizado, então não rola aquilo de ficar amassando a folha pra ler os cantinhos. Nota: 8,5
Fonte: Os titulos são bem grandes, e eu gostei da fonte, o corpo também é um tamanho ok, o mesmo com a escolha da fonte. Nota: 10,0
Crônicas e contos: Eu amei. Só me deu mais vontade ainda de continuar aqui no blog! E pensar que ela tinha a minha idade quando publicou o livro! Nota: 10,0
Média: 39,5


O livro ainda tem uma sugestão de playlist feita pela Bruna, e também algumas fotos dela com frases bem legais!



Mal posso esperar para ler os próximos! E, claro, compartilhar a minha opinião sobre eles com vocês :) 

Nota sobre as imagens: somente uma é minha pois como emprestei da biblioteca o livro tá bem surrado. Retirei as imagens do blog Depois Dos Quinze.

Você encontra o livro para comprar aqui.

É isso aí, meus amores! Espero que tenham gostado dessa resenha, viu?! Me conta aí nos comentários se você já leu algum livro da série e o que achou!

Contato:
anacampagnnolo@gmail.com
@campagnoloana no Instagram
@anacampagnnolo no Twitter



quarta-feira, 7 de junho de 2017

Vem Comigo


Aonde você vai? Me perguntou assim que olhou para as malas em minhas mãos. Em busca dos meus sonhos, foi minha resposta. 

E assim que sai pela porta, para minha surpresa, ouvi "então vou com você". Meu coração parou naquele instante e só voltou ao seu ritmo normal quando vi outras malas prontas, as quais não eram minhas. 

Não voltarei atrás, argumentei. Não importa, vou com você.

Então eu finalmente compreendi. Encontrei o parceiro da minha vida. Ele não veio em um cavalo branco e não escreve coisas bonitas para mim com a frequência que os homens fazem nos livros, mas ele estava disposto a caminhar pelo meu caminho. Decidi que em algum momento da nossa estrada, faríamos uma curva e encontraríamos a rota do seu coração. Mas, por agora, farei por mim. Vou fazer do presente um orgulho para o futuro. Que bom que terei companhia, seria tão vazio sem você.

Com o tempo, percebi que a cada conquista minha, um sorriso se abria em seus lábios. Que se dane os costumes. Se é assim que somos felizes, continuaremos. Você em casa, eu na rua. Sabe, eu até gosto disso. Vai ser um susto para sua mãe, mas também será o nosso passaporte para a vida dos nossos sonhos. 

Vem. Te darei tudo. Apenas peço para que você faça exatamente o que fez naquele dia. Junte todas as suas coisas e me diga que sou tudo para você.

Nossa jornada não era prevista, mas uma vez você me disse que as melhores aventuras são aquelas que não planejamos. Que seja então, nossa maior aventura sera a nossa maior felicidade.

Gostou do texto? Deixe sua opinião nos comentários!



Contato:
anacampagnnolo@gmail.com
@campagnoloana no Instagram
@anacampagnnolo no Twitter


Novos posts todos os dias.

terça-feira, 6 de junho de 2017

A Noite E Você


Tínhamos nos divertido de verdade naquela noite. Mesmo com nossas diferenças de gostos, até que nos damos bem. Eu me sinto livre com você, porque ser eu mesma ao seu lado é fácil. Você, também, sempre aparenta espontaneidade em relação a mim, e as vezes parece que as palavras saem por seus lábios antes mesmo de passarem por sua mente.

Quando te desafiei a sair comigo e meus amigos, achei que você não seria capaz de se entregar a aventura de verdade. E também achei que conseguiria dar atenção a todos de forma justa, mesmo sendo a única que te conhece. Dupla tolice minha.

Quando você me ofereceu carona, eu achei natural. Enquanto saíamos do bar, em meio a despedidas e gargalhadas, sua presença me enebriava.

Nunca te achei realmente bonito, mas algo em você me atraiu desde a nossa primeira aula de piano. Talvez a hierarquia professor-aluna tenha sua parcela de colaboração, ou talvez seja o fato de você se parecer tanto com o meu personagem preferido daquele livro que te indiquei.

Quando encontramos seu carro e sem querer nossos braços se encostaram, uma onda de eletricidade me invadiu. E quando você me empurrou contra a porta ainda fechada, meu estômago deu o maior looping que já vi. Você me olhou nos olhos por meio segundo, mas para mim pareceu uma eternidade. Timidez e fome de você foram coisas que meu coração sentiu naquele instante. Seus olhos estavam ávidos e pareciam pedir permissão aos meus.


E, então, quando sua boca com gosto de vinho chegou na minha eu pude pela primeira vez sentir uma sensação de completude. Poderia ficar ali para sempre, desbravando cada sentimento que ia de você para mim. Em parte porque me fez feliz, e em parte porque tive medo do depois. Mas quando o depois chegou, você me deu a certeza que eu queria. Aliás, você me queria. E continuou me querendo quando acordamos no outro dia, e em todos os outros desde então.

Gostou do texto? Deixe sua opinião nos comentários!



Contato:
anacampagnnolo@gmail.com
@campagnoloana no Instagram
@anacampagnnolo no Twitter


Novos posts todos os dias.